Recursos alternativos de reservas no Alojamento Local: Parte l

6 de maio de 2021

Recursos alternativos de reservas no Alojamento Local: Parte l

Os gestores de propriedades normalmente recebem as reservas ou através dos canais online como Airbnb, Booking.com, VRBO and TripAdvisor, nomeando apenas alguns, ou diretamente através da sua própria página. Como todos sabemos, os canais online multiplicam as reservas, certo, mas também cobram uma comissão pelo seu serviço, enquanto que as reservas directas estão livres de qualquer comissão mas são mais difíceis de conseguir. Por isso, uma vez que tenham o vosso portfólio preparado para ser lançado no mercado, a parte comercial é normalmente a primeira a ter em conta pelos gestores de propriedades. Começam por conectar-se ao máximo de OTAs possível para garantirem as reservas suficientes para sobreviverem, ao mesmo tempo que trabalham no desenvolvimento da sua própria página. A página web precisa de uma atenção constante para crescer em visitas e visibilidade para que possa gerar um fluxo de reservas satisfatório. Quando tudo esteja bem organizado e a funcionar, a atenção dirige-se para todo o tipo de estratégias para maximizar lucros. O objectivo principal destas estratégias é o de reduzir o impacto das comissões dos canais e atrair o máximo de visitas à sua página para aumentar as reservas directas. Por outras palavras, os gestores de propriedades procuram todo o tipo de pormenores que os ajude a maximizar a sua estratégia. O número de opções e a sua efetividade dependem diretamente da qualidade do seu PMS Channel Manager.

Mas é só isso? As OTAs e as páginas web são realmente as únicas fontes de reservas? É possível que não haja outra maneira de receber reservas? Surpreendentemente, ou talvez não, a resposta é não.Muitos turistas gostam de programar pessoalmente as suas férias, mas também há muitos que preferem reservar através de agências de viagens, associações ou através da empresa onde trabalham, se a viagem é por razões de trabalho. Por isso, as reservas podem surgir de outras fontes que não contemplem necessariamente uma integração tecnológica. Por exemplo, uma agência de viagens tradicional, uma imobiliária que decide diferenciar-se oferecendo propriedades para estadias de curto-médio prazo, ou até empresas farmacêuticas que têm empregados que viajam durante todo o ano por todo o mundo.

Vamos analisar algumas destas oportunidades na segunda parte deste post, mas primeiro:


Como podemos explorar esta oportunidade com Icnea?

O nosso PMS Channel Manager tem uma secção específica exclusivamente dedicada a explorar estas oportunidades. À parte da informação geral da empresa, cada perfil pode ser configurado com a percentagem da comissão acordada, quer a comissão seja ou não publicada sobre o preço publicado, como acontece normalmente com a maior parte das OTAs, se a limpeza deve de ser incluída no preço ou não, quem recebe o total da reserva e a respectiva facturação e, finalmente, quais são as propriedades que estarão disponíveis nos canais online:




Uma vez que os perfis estão feitos e os acordos assinados, a cada parceiro lhes será dado acesso ao portal online que Icnea prepara para cada gestor de propriedades. Fazendo login, cada um dos parceiros pode entrar, consultar a disponibilidade e finalizar as reservas.




Concluindo, o sistema de channel manager offline que Icnea propõe é muito simples, inovador e extremamente eficaz, porque permite aos gestores de propriedades criar e administrar novos canais de qualquer empresa offline. Além de gerar fontes alternativas de reservas, este sistema ajuda a diferenciar clientes e diversificar o turismo de lazer. Todos estes aspectos contribuem para fazer o Alojamento Local menos dependente das OTAs. No seguinte post vamos analisar algumas oportunidades e ver como estes recursos podem expressar todo o seu potencial.

Quer saber mais informação?

Registe-se e experimente gratuitamente durante 30 dias e comece a explorar o poder do PMS de Icnea.

Solicite uma demonstração
demo icnea pms